Cristo Rei do Universo

24/11/2019

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 23,35-43

Naquele tempo:
Os chefes zombavam de Jesus dizendo:
'A outros ele salvou. Salve-se a si mesmo,
se, de fato, é o Cristo de Deus, o Escolhido!'
Os soldados também caçoavam dele;
aproximavam-se, ofereciam-lhe vinagre,
e diziam: 'Se és o rei dos judeus,
salva-te a ti mesmo!'
Acima dele havia um letreiro:
'Este é o Rei dos Judeus.'
Um dos malfeitores crucificados o insultava, dizendo:
'Tu não és o Cristo? Salva-te a ti mesmo e a nós!'
Mas o outro o repreendeu, dizendo:
'Nem sequer temes a Deus,
tu que sofres a mesma condenação?
Para nós, é justo,
porque estamos recebendo o que merecemos;
mas ele não fez nada de mal.'
E acrescentou: 'Jesus, lembra-te de mim,
quando entrares no teu reinado.'
Jesus lhe respondeu: 'Em verdade eu te digo:
ainda hoje estarás comigo no Paraíso.'
Palavra da Salvação.


Comentário do Evangelho

Frei José Anchieta Varela, IFE

Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo

Caros irmãos e irmãs, a Palavra de Deus, neste último domingo do ano litúrgico, convida-nos a tomar consciência da realeza de Jesus. Deixa claro, no entanto, que essa realeza não pode ser entendida à maneira dos reis deste mundo. O "Reino" que Jesus propôs não é um Reino construído sobre a força, a violência, a imposição, mas sobre o amor, o perdão, o dom da vida. Sobre a cabeça de Jesus crucificado está escrito: "Este é o rei dos judeus". Que rei pode ser este que ao invés de um trono, símbolo de poder e dominação, está pregado numa cruz. Parece uma zombaria, um escárnio. Caros paroquianos e amigos, sim, é um escárnio que o mundo faz de Jesus na Cruz. Como diz o Apóstolo Paulo na carta aos Coríntios (1 Cor 1, 23), " Jesus crucificado é escândalo para os judeus, e loucura para os gregos". Mas é exatamente neste ato que Deus revela toda sua sabedoria. Na cruz Jesus revela todo seu amor, e com sua entrega na Cruz, obediente ao Pai até a morte, Ele revela o amor misericordioso do Pai. Na Cruz Jesus realiza o plano salvífico do Pai, precisamente no Trono da Cruz, Ele passa a reinar no coração daquele que o reconhece como justo, inocente e que clama por Ele, como salvador. Foi o que fez um dos malfeitores que havia sido crucificado com Ele. Naquele momento último, ele não só reconhece sua culpa, como reconhece a salvação naquele justo e recebe a promessa do paraíso. Desta forma devemos também nós, no final de mais um ano litúrgico, pensarmos no fim último de nossa vida e buscarmos em Jesus, o verdadeiro Rei, estar com ele em seu Reino de amor e justiça, que começa já aqui quando vivemos cada dia na obediência ao projeto do Evangelho. Quando vivemos seguindo os ensinamentos do nosso Rei e Senhor, e como seus discípulos, nos empenhamos para fazer com que sua mensagem e salvação chegue a todos. Que Jesus reine em nossos corações. Que seu amor e sua paz preencha nossos corações e nós leve a viver em alegria, certos de que, após as cruzes deste mundo, teremos o paraíso, ou seja, a plenitude do Reino de Deus.

Que Cristo Rei te abençoe e te santifique. Que sua paz reine na sua família!