Santa Maria mãe de Deus

31/12/2019

Anúncio do Evangelho (Lc 2,16-21)

- O Senhor esteja convosco.

- Ele está no meio de nós.

- PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

- Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, os pastores foram às pressas a Belém e encontraram Maria e José, e o recém-nascido deitado na manjedoura. Tendo-o visto, contaram o que lhes fora dito sobre o menino. E todos os que ouviram os pastores ficaram maravilhados com aquilo que contavam. Quanto a Maria, guardava todos esses fatos e meditava sobre eles em seu coração. Os pastores voltaram, glorificando e louvando a Deus por tudo que tinham visto e ouvido, conforme lhes tinha sido dito. Quando se completaram os oito dias para a circuncisão do menino, deram-lhe o nome de Jesus, como fora chamado pelo anjo antes de ser concebido.

- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor.


Comentário do Evangelho

Frei José Anchieta Varela, IFE

Queridos irmãos e irmãs, celebramos hoje, no primeiro dia deste Novo Ano de 2020, a Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus. Contemplamos Maria, aquela mulher que, com o seu "sim" ao projeto de Deus, nos ofereceu Jesus, o nosso Salvador. Ela é mãe do silêncio contemplativo, no qual medita as maravilhas de Deus realizadas em favor dos humildes e simples. Hoje também é o Dia Mundial da Paz: em 1968, o Papa Paulo VI propôs aos homens de boa vontade que, neste dia, se rezasse pela paz no mundo. A paz que não é simples ausência de guerras mas sim uma decisão firme que devemos ter em favor da justiça e da verdade, da solidariedade e fraternidade universal. A paz verdadeira é dom de Deus, que Ele concede aos fiéis e pessoas de boa vontade, àqueles que o amam.

Neste primeiro dia do ano civil, iniciemos uma nova caminhada, não sem Deus como quer o mundo, mas com Aquele que nasceu de Maria, celebrado pelos Anjos e visitado pelos pastores. Caminhemos com Jesus, Deus verdadeiro, Deus conosco, que nos ama, que em cada dia nos cumula da sua bênção e nos oferece a vida em plenitude. Em Jesus nos tornamos "filhos" livres e amados, e podemos assim chamar a Deus Abá - ó Pai.

Ao iniciarmos este Novo Ano, façamos o firme propósito de sermos verdadeiros filhos de Deus. Deixemos para trás todo pecado, toda maldade. Esqueçamos as ofensas, perdoemos e busquemos viver em concórdia com todos. Vivamos de forma simples e sem apegos materiais. Sejamos fiéis e honestos. Paguemos o mal com o bem, o ódio com o perdão, a violência com a paz. Sejamos feliz neste Ano de 2020, feliz por sermos filhos de Deus e ricos da sua graça e paz.

Assim invoco sobre você e sua família a bênção de Deus:

O Senhor te abençoe e te guarde! Ele te mostre a sua face e se compareça de ti. Volta para ti o seu olhar e te dê a sua paz. O Senhor todo-poderoso te abençoe, Pai e Filho e Espírito Santo.

Amém.