Quarta-feira de Cinzas

26/02/2020

Evangelho (Mt 6,1-6.16-18)

- O Senhor esteja convosco.

- Ele está no meio de nós.

- PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

- Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: "Ficai atentos para não praticar a vossa justiça na frente dos homens, só para serdes vistos por eles. Caso contrário, não recebereis a recompensa do vosso Pai que está nos céus. Por isso, quando deres esmola, não toques a trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem elogiados pelos homens. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. Ao contrário, quando deres esmola, que a tua mão esquerda não saiba o que faz a tua mão direita, de modo que a tua esmola fique oculta. E o teu Pai, que vê o que está oculto, te dará a recompensa. Quando orardes, não sejais como os hipócritas, que gostam de rezar em pé, nas sinagogas e nas esquinas das praças, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. Ao contrário, quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta, e reza ao teu Pai que está oculto. E o teu Pai, que vê o que está escondido, te dará a recompensa.

Quando jejuardes, não fiqueis com o rosto triste como os hipócritas. Eles desfiguram o rosto, para que os homens vejam que estão jejuando. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. Tu, porém, quando jejuares, perfuma a cabeça e lava o rosto, para que os homens não vejam que estás jejuando, mas somente teu Pai, que está oculto. E o teu Pai, que vê o que está escondido, te dará a recompensa".

- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor.


Comentário do Evangelho

Frei José Anchieta Varela, IFE

Caros amigos, prezados paroquianos, paz e bem!

No Evangelho de hoje, Jesus nos pede novamente que nossa prática das obras de piedade ou boas obras, sejam sinceras e não uma forma de se exibir diante das pessoas buscando ser reconhecidos e admirados por elas. Devemos agir fazendo o bem por causa de Deus que é bom. As obras propostas por Jesus hoje nos ajudam a intensificar nossa busca pela conversão. A Quaresma torna-se tempo de mudança de atitude, nossa postura deve nos orientar para próximo, nos aproximar mais do Senhor. A primeira obra de piedade que devemos intensificar nesta quaresma é a da Esmola. Dar esmola significa ser solidário com quem precisa e nos ajuda a criar maior compromisso também com a transformação da sociedade, que por conta do egoísmo deixa muitos sem ter o necessário para uma vida digna. Devemos fazer isso sem buscar aplausos humanos. Fazemos por caridade. Deus é nossa recompensa. A segunda obra é a Oração. Uma oração simples, humilde, que busca somente ter intimidade com o Pai, oração confiante e que nos aproxima do seu amor e nos aproxima dos irmãos. Por fim, o Jejum, que nos ajuda a renunciar, não apenas deixar de comer, mas deixar de lado os apegos, o egoísmo, a buscar pelo prazer momentâneo e as ilusões deste mundo, abrindo-nos aos que realmente sofrem e nos tornando mais humanos, fraternos e solidários com os mais pobres e sofredores. O jejum ajuda a quebrar nosso orgulho e paixões e nos abre a uma nova vida em Cristo. Mas, meus irmãos e irmãs, tudo isso deve ser feito no silêncio, na discrição, para ser visto apenas por Deus. Quem faz para ser visto pelos outros não agrada a Deus e tem sua recompensa na sua própria vaidade. Vivamos bem nossa Quaresma, busquemos nossa conversão.

Tenha uma santa Quaresma. Deus o abençoe!