Imaculada Conceição

08/12/2019

Anúncio do Evangelho (Lc 1,26-38)

- O Senhor esteja convosco.

- Ele está no meio de nós.

- PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

- Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo,o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi e o nome da Virgem era Maria.

O anjo entrou onde ela estava e disse: "Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!" Maria ficou perturbada com estas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação.

O anjo, então, disse-lhe: "Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim".

Maria perguntou ao anjo: "Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?"

O anjo respondeu: "O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado Santo, Filho de Deus. Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, porque para Deus nada é impossível".

Maria, então, disse: "Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!" E o anjo retirou-se.

- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor.


Comentário do Evangelho

Frei José Anchieta Varela, IFE

Caros irmãos e irmãs paroquianos, prezados amigos, graça e paz!

A Igreja celebra hoje a vitória do bem sobre o mal. A vitória da graça sobre o pecado. No livro do Gênesis vemos que a origem de todo mal, de todo pecado, é quando o ser humano não é fiel à Palavra de Deus e se deixa seduzir pelo diabo, o pai da mentira (cf. Gn 3,9-15.20). Sim, seduzido pelo Tentador, buscando ser feliz por suas próprias forças, desprezando a Deus e querendo ser como Ele, o ser humano não encontra nada além do pecado, e, consequentemente,a morte, a perda da graça.

No Evangelho porém, vemos o oposto. Pela obediência e fidelidade, pela docilidade a Palavra de Deus, o ser humano encontra a verdadeira liberdade e felicidade plena. Na fidelidade e obediência o ser humano encontra de novo a Graça que o torna santo, cheio de Deus. Nos primeiros pais vemos o que acontece com a soberba humana, quando pensa não depender de Deus. No Evangelho, Maria, a serva do Senhor, imagem da Igreja, por sua fidelidade e obediência, colabora no plano da salvação. Sim, Maria é está imagem viva da Igreja que busca fazer a vontade de Deus. Pois como diz o Apóstolo Paulo ao Efésios (cf. Ef 1, 4-5), Deus nos escolheu para sermos santos e irrepreensíveis. Nos chamou para sermos seus filhos por intermédio de Jesus Cristo.

A solenidade de hoje quer nos mostrar o que Deus realizou na vida da Virgem Maria, em vista dos méritos de seu filho, Nosso Senhor Jesus Cristo. Para Deus que nada é impossível, preservou de modo admirável aquela que, por obediência à sua palavra, seria escolhida e por sua graça nela depositada em plenitude, a tornou imaculada, ou seja, sem pecado original. Pela desobediência de Eva, veio o pecado. Em Maria, por sua obediência, nos veio a Graça, a salvação em Jesus Cristo. Vejamos pois, que a solenidade de hoje que nos mostrar o poder de Deus em nós salvar em seu filho Jesus, mas, Maria é a grande colaboradora quando diz seu sim a Deus e aceita ser a mãe pura e imaculada do seu Filho, Santo e Imaculado, o Redentor de toda a humanidade.

Por isso devemos cantar ao Senhor Deus um canto novo, porque Ele fez prodígios (Salmo 97).