23º Domingo do tempo comum

08/09/2019

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas  (Lc 14, 25-30)

25 Muito povo acompanhava Jesus. Voltando-se, disse-lhes:

26 "Se alguém vem a mim e não odeia seu pai, sua mãe, sua mulher, seus filhos, seus irmãos, suas irmãs e até a sua própria vida, não pode ser meu discípulo.

27 E quem não carrega a sua cruz e me segue, não pode ser meu discípulo.

28 Quem de vós, querendo fazer uma construção, antes não se senta para calcular os gastos que são necessários, a fim de ver se tem com que acabá-la?

29 Para que, depois que tiver lançado os alicerces e não puder acabá-la, todos os que o virem não comecem a zombar dele,

30 dizendo: 'Este homem principiou a edificar, mas não pode terminar'".

Palavra da Salvação.


Comentário do Evangelho

Frei José Anchieta Varela

Caros irmãos e irmãs, Jesus nos diz hoje, que para seguí-lo como discípulos, é preciso uma atitude de renúncia radical. Tudo deixar, até mesmo aquilo que é mais importante para nós como os laços familiares, até mesmo o apego a si mesmo. Seguir Jesus é tê-lo como bem supremo e nada antepor ao ao amor. Ser discípulo é seguir o Senhor com a cruz de cada dia. A cruz do testemunho coerente, da renúncia das facilidades da vida sem Deus que o mundo oferece. Hoje vemos muitos falsos cristãos querendo e ensinando um cristianismo sem sofrimento. Para se entrar no caminho de Jesus é necessário pensar: "tenho condições e disposição para seguí-lo até o fim?"

Que seu domingo seja feliz e abençoado. Não deixe de ir à missa ou, se não puder, ao menos na celebração da Palavra na sua comunidade.

Deus te abençoe e sua família!